viernes, 28 de febrero de 2014

Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco

Um Quadro do artista Carlos Capelán

Num projeto de trabalho de campo, no âmbito das disciplinas de Português, Educação Visual e Oficina de Artes, pude visitar, com a minha turma, a exposição de arte latino-americana da coleção Joe Berardo, patente no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco. Este foi projetado pelo arquiteto catalão Josep Lluis Mateo e acolhe inúmeras obras que pudemos admirar.
Neste contexto, o quadro que mais me sensibilizou não tem título, foi pintado por um artista do Uruguai, chamado Carlos Capelán, em 1998.
Na minha opinião, a obra representa um homem a ser julgado. Oito olhos incidem sobre ele; encurralado por um outro homem, esta figura é o ponto central do quadro.
Conseguimos observar ainda figuras mais pequenas com descrições.
Toda a paleta de cores é focada no preto, cinzento, castanho e encarnado.
Ao olhar para esta obra de arte, tenho a sensação de que, tal como o homem, eu e todos nós estamos constantemente a ser julgados pela sociedade.


 “Eligia”
Um outro quadro chama-se “Eligia” e foi pintado por Julio Larraz, um pintor cubano, em 1984.
Esta obra representa a figura de uma mulher de pele escura que está numa cozinha cujas paredes são claras.
Neste espaço, podemos observar utensílios de cozinha, uma candeia, uma peça de fruta e, para além disso, conseguimos ver um mar muito azul como uma enorme constelação de safiras. No geral, o quadro é composto por cores claras, exceptuando o mar que é de um azul muito intenso.
O olhar da figura feminina é um pouco distante, pelo que nos faz sentir uma certa nostalgia.


Maria Inês Pinto, 7.ºB - NA 

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada